artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Quinta - 25 de Maio de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Receita para fazer um país medíocre

Por: Leonardo Lopes

Para os chefs de plantão, aí vai uma receita dos deuses!!!

Ingredientes:

  • Um país bem posicionado geograficamente, com muitas riquezas, uma terra fértil e um povo trabalhador;
  • Uma enorme desigualdade social;
  • Políticos com interesses individuais e movidos a corrupção;
  • Um sistema educacional, de segurança, se saúde todos falidos;
  • Uma mídia manipuladora e com o rabo preso com a política;

Modo de preparo:

  1. Pegue o país bem posicionado e deixe ele ser dominado por interesses estrangeiros por muito tempo ( prá não dizer até os nossos dias ), e depois que tudo o que ele tem de bom já foi sulgado, deixe-o bem individado e amarrado aos interesses internacionais;
  2. Pegue a desigualdade social e agráve-a, fazendo com que os mais poderosos explorem cada vez mais os desafortunados, até que estes sejam totalmente depentedentes de todo tipo de vale ( vale transporte, vale refeição, vale respeito, vale dignidade ) e que o seu salário não lhe permita ter uma vida digna ( e prá quem achou isso parecido com escravidão... é uma mera impressão ).
  3. Eleja políticos bem falsos, que não tenham o menor comprometimento com a nação, que fechem contratos gigantescos onde somente seus interesses particulares sejam considerados. Políticos que trabalhem 3 anos para seus interesses particulares, e no último ano de mandato encham o país com obras "prá inglês ver", afundem o país em dívida e ainda consigam uma reeleição. Ah, sem esquecer, claro de sempre votar naquilo que vá ao encontro dos interesses do partido, mesmo que isso seja derrubar uma medida provisória que só traria benfeitorias para a população, mas como foi idéia da oposição, deve ser derrubada.
  4. Deixe o povo na desgraça, sem condições de sobrevivência e tendo de vender o almoço prá garantir a janta. Não incentive a educação, não remunere decentemente os professores e crie um sistema educacional que só vise trazer um dinheiro de fora e que forme ( isso mesmo, forme ) pessoas que sequem conseguem ler. Deixe esta população bem insegura, prá não ter coragem de ir prá rua lutar pelos seus direitos, e também, não menos importante, deixe-os com uma saúde fragilizada, sem acesso à remédios, tratamento médico de qualidade, pois fragilizados assim, terão menos forças prá lutar e se auto-defender.
  5. Pegue este povo ( que se encontra neste estado calamitoso ) e "alegre-o" com programas de TV de 5a. categoria, que só desenvolva o seu gosto por assuntos fúteis, superficiais e que não o faça pensar sobre a sua situação. Crie novelas, seriados e programas que induzam o povo à uma realidade virtual, fazendo com que ele realize em seus sonhos tudo aquilo que ele deveria realizar na vida real, e claro, faça acordos entre as emissoras e os políticos para que estes manipulem os desafortunados, enganando-os e fazendo com que seus herdeiros tenham a mesma facilidade de manipulação.

Modo de servir:

  • Ofereça-o de bandeija aos interesses internacionais e, se possível, ouça a sugestão do Raul Seixas na música "Aluga-se".
  • Divida-o em partes não iguais, que serão divididas em partes menos iguais ainda e com o máximo de relação pessoal ou familiar entre os seus dirigentes.

Sugestão para o nome do prato:

Preciso mesmo????

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato