artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Sexta - 18 de Agosto de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


A Laje

Por: Alexandre M. O. Valentim

Uma pesquisa recente divulgada o mês passa pelo IBGE, revelou que na cidade de São Paulo 30 % das coberturas dos imóveis da cidade são de laje, o restante são construções prediais ou edificações com coberturas de telhado. Pois bem, e daí ? O interessante é nós tirar-mos conclusões desses dados que por si só não tem valor nenhum, e algumas delas nós faremos aqui. Primeiro, a maioria das coberturas que tem só laje para cobri-las, estão localizadas nas periferias. É típico dessas regiões esse tipo de construção que não tem telhados encimando as residências e os pequenos comércios. Isso reflete a realidade econômica dessas sociedades, onde o poder aquisitivo dessa população é menor do que dos moradores de outras regiões mais ricas da cidade. A laje é uma forma de acabamento mais barato e, que a qualquer momento está preparada para receber o telhado quando o orçamento deixar. A laje cobre o imóvel das intempéries do tempo e isso em um primeiro momento já é suficiente para se poder habitar esses imóveis. Pois como se vê, a laje é algo provisório que remedia uma situação de precariedade econômica. Em segundo lugar, as lajes das residências são nas regiões periféricas um lugar de sociabilidade pois, a sua construção já se inicia em mutirão, quase sempre em uma manhã ensolarada de domingo, onde se reúne os amigos, parentes e vizinhos tendo a missão de "bater a laje", ajudando o novo inquilino em sua nova moradia, que de outro modo o proprietário não teria condições de contratar pedreiros para essa tarefa. O fim do enchimento da laje é sempre comemorada com churrasco, cerveja e pagode dado pelo anfitrião para retribuir a solidariedade de todos aqueles que ajudaram com sua mão-de-obra gratuita. Por sua vez, o dono do imóvel fica solidário a qualquer momento, em ajudar também àqueles que lhe ajudaram na mesma empreitada. São nas lajes que os meninos empinam suas pipas, as mães pinduram as roupas para secarem, as meninas se espreguiçam ao sol para pegarem uma cor, onde são preparados os churrascos de fim-de-semana, onde as caixas de som ecoam em alto volume as músicas de rap, sertanejo e pagode e, onde do alto se descortina a rua lá em baixo, com visão de toda a vizinhança. As lajes são antes de tudo uma instituição cultural das periferias que não servem só para cobrirem os cômodos das casas mas tem funções várias.

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato