artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Sexta - 24 de Novembro de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Ameaça de morte

Por: Ademiro Alves (Sacolinha)

Escritor Sacolinha é ameaçado de morte

 

Desde o dia 12 de setembro, o escritor Ademiro Alves, mais conhecido como Sacolinha, vem recebendo ameaças de morte. O motivo, segundo ele, é o conteúdo publicado em seu livro, o romance Graduado em Marginalidade.

O autor das ligações pede para Sacolinha retirar os livros das livrarias e parar de vender.

Na penúltima ligação recebida na sexta-feira, 16/09 às 09h45, o anônimo disse para o escritor queimar todos os livros o mais rápido possível.

Sacolinha não pretendia fazer o B.O (Boletim de Ocorrência), porém, na última ligação recebida esta manhã, às 07h32, a ameaça foi forte: “Você tem até esta tarde pra recolher os livros, se insistir em continuar vendendo, você vai ter as duas mãos cortadas antes de morrer”...

O escritor deu queixa esta manhã, e quando foi interrogado sobre quem poderia estar lhe ameaçando, respondeu que só tinha uma certeza: “cidadão comum não pode ser”.

Logo na abertura do livro podemos ler: “As situações e os personagens desta obra são reais apenas no universo da ficção; não se referem a pessoas e fatos concretos, e sobre eles não emitem opinião”.

“Já disse e vou dizer de novo: o livro não se refere á ninguém, tudo que está nele é fruto da minha imaginação, mas parece que existe mesmo um Lúcio Tavares”, falou Sacolinha em entrevista na TV Ponto 24.

Ele ressalta que não irá recolher a obra das livrarias e que o seu segundo livro que já está sendo escrito, será publicado o ano que vem, sem nenhum receio.

“Se estão querendo voltar à época da Ditadura, então vão ter que usar uma máquina do tempo. Sou um escritor, minha função é formar leitores, e não delatar pessoas que fedem á podridão...”

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato