artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Terça - 24 de Outubro de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Tudo é possível

Por: Sônia Carvalho

Tudo é possível

 

Escrever e ler sempre foram as minhas paixões.

E ontem, terminei um livro fascinante: "Paulo e Estevão".

Já sabia um pouco sobre a história do apóstolo Paulo, mas conhecer os detalhes me fizeram ficar encantada por sua figura.

Por amor a Deus, ele suportou as maiores humilhações e violências.

Não deu ouvidos as vozes que se levantaram e seguiu o seu caminho.

Teve o corpo dilacerado, mas a alma protegida diante de sua missão.

Enfrentou preconceitos, injustiças, desprezo por parte daqueles que mais amava e incompreensão de muitos.

Inúmeras pedras foram atiradas em sua direção, mas jamais abaixou a cabeça.

Reconheceu seus erros e ao invés de ficar apenas se martirizando, começou a rescrever a sua história.

Seus passos, mesmo diante dos golpes sofridos, foram sempre firmes.

Não desistiu, jamais!

Abriu mão dos prazeres da vida, dos títulos e do conforto.

De sua boca saíram palavras de coragem e amor.

Sim, foi uma figura fascinante.

E o que me fez refletir é que também podemos seguir o seu exemplo e realizar grandes feitos.

Afinal, Paulo não era um deus, era um ser humano igual a todos nós.

A única diferença era que ele acreditava que com amor tudo é possível.

E se acreditarmos, também somos capazes de reconhecer os nossos erros e recomeçar.

Basta tirarmos a armadura que nos prende.

Basta esquecermos o orgulho, que muitas vezes, nos impede de caminhar.

Basta perdermos a cegueira que não nos deixa enxergar os verdadeiros valores da vida.

Nos perdemos diante de prazeres fáceis, das riquezas, da vaidade e do supérfluo.

Deixamos de praticar a caridade com nosso próximo.

Esquecemos de realmente perdoar as ofensas recebidas.

Nos acostumamos a viver na angústia.

Criamos falsos ídolos.

Sentimos vergonha da fé.

Muitas vezes somos egoístas.

E esquecemos do Amor!

Ah, como esquecemos.

Aí, deixamos a vida passar e tornamo-nos rancorosos, descrentes e infelizes.

A alegria alheia passa a nos incomodar.

Nos sentimos velhos demais para tentar algo novo.

Deixamos o medo nos paralisar.

E deixamos de Sonhar!

Ah, como deixamos.

Porém, sempre há tempo de mudar.

Sempre haverá tempo para recomeçar.

Paulo de Tarso, mesmo já tendo vivido muito, mudou os rumos de sua vida.

Reconheceu suas fraquezas, teve humildade e acreditou!

Ah, como Acreditou!

E quando realmente acreditamos, somos capazes de vencer os maiores obstáculos.

Não existe pessoa que seja incapaz de alterar a sua jornada.

Existe sim, pessoas que não acreditam.

E a descrença é uma doença que mata lentamente.

Mas quando acreditamos, a fé se torna verdadeira.

A esperança estende a mão.

E Deus surge na nossa frente.

Porque acreditando, semearemos o amor.

E assim, seguiremos em frente.

E como Paulo, não nos perderemos diante das adversidades.

Não temeremos os obstáculos.

Não nos prenderemos a valores materiais.

Seguiremos serenos e de cabeça erguida.

As pedras atirada em nossa direção, jamais atingirão nosso espírito.

Os leões não conseguiram devorar a nossa essência.

Porque quando acreditamos em Deus e em nós, tudo é possível.

 

Sônia Carvalho

18/07/05

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato