artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Quinta - 25 de Maio de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Tudo tem o seu tempo

Por: Sônia Carvalho

Tudo tem o seu tempo

Na vida, tudo tem o seu tempo.

Tempo de rir.

De chorar.

De brincar de boneca

E de assumir a responsabilidade.

A vida é uma caixa de surpresas.

Nunca sabemos o que nos espera.

Não temos como ter garantias.

E nem temos como saber se estaremos vivos no momento seguinte.

A vida sempre irá nos reservar inúmeras transformações.

Algumas positivas, outras nem tanto.

Mas ela não pedirá passagem.

Apenas seguirá o seu caminho.

Muitas vezes, iremos colecionar tristezas.

Viver histórias de amor.

E também nos isolarmos em nossos quartos.

Tudo tem o seu tempo.

Tempo para sair dançando

E também para ficar num canto.

Tempo para que a ferida cicatrize.

E também para que tenhamos coragem de ir atrás de novos horizontes.

Tempo de cultivarmos a dúvida e o receio.

E também de arregaçarmos as mangas e seguirmos em frente.

Tempo de lágrimas rolarem.

De gritos ecoarem.

E do sofrimento brotar.

Mas também tempo de gargalhar.

De gritos só de alegria.

E da esperança renascer.

Tudo tem o seu tempo.

Tempo de reconhecer as fraquezas.

De admirar o luar.

De demonstrar amor a alguém especial.

Tempo de correria e estresse

De estar distante das pessoas que se ama.

De ter preguiça de sair da cama.

De preferir a madrugada.

Tempo de voltar a sonhar.

De acordar com disposição, independente, de como estiver o tempo

De admirar a natureza.

De perder a hora brincando com o cachorro.

De não se irritar com pequenas bobagens.

De se permitir conversar com um estranho.

Tudo tem o seu tempo.

Tempo de ir ao chão.

De conhecer o desespero.

De querer desistir.

E também de preferir a escuridão.

Tempo de levantar e recomeçar.

De acreditar na fé.

E não ter medo de ir adiante.

Tempo de rever as decisões.

Mudar as atitudes.

Lutar pelos sonhos.

E buscar novos ideais.

Tempo de melancolia.

De não acreditar no seu próprio potencial

De valorizar apenas os outros.

E esquecer as próprias conquistas.

 

Tudo tem o seu tempo...

Tempo de sacudir a poeira.

Não temer o desconhecido.

E enfrentar os desafios.

Tempo de querer fugir.

Abandonar as dificuldades.

De incentivar a discórdia, a violência e o egoísmo.

Tempo de paz, de alegria, de fraternidade e amor.

Tempo de ser orgulhoso.

Tempo de perdão.

De remorso.

De aprendizado.

De vinganças.

E também de reconciliações.

Tempo de progredir.

De querer reviver o passado.

De gastar com bens materiais.

De voltar a acreditar.

De conversar com Deus.

E descobrir as belezas espirituais.

Sim, tudo tem o seu tempo.

Tempo de viver.

De morrer.

E renascer.

De chegar ao fim.

E também de descobrir que o fim não existe.

Tudo tem o seu tempo....

Sônia Carvalho

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato