artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Quarta - 20 de Setembro de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


E a tempestade passará

Por: Sônia Carvalho

Em nossa evolução espiritual, muitos são os percalços que encontraremos no nosso caminho.

Muitas vezes, sentiremos receios em continuar, acharemos não ter forças para resistir aos ataques.

Talvez muitas lágrimas sejam derramadas e as feridas causem imenso desconforto.

Podemos também nos sentir perdidos e a vontade de recuar seja grande.

A desconfiança pode se fazer presente.

Assim como o medo.

Tudo a nossa volta pode ganhar o aspecto de nebuloso e os trovões podem trazer imenso pavor.

Porém, amigos, a tempestade sempre irá passar.

Não devemos temer o caminho para a nossa evolução espiritual.

Se os obstáculos parecem invencíveis, usemos o poder da verdadeira fé.

Se fantasmas nos assombram, busquemos a chama da oração.

Se o caminho parece difícil, confiemos na providência divina que nunca nos desampara.

Se o cansaço quer nos dominar, roguemos aos céus e caravanas de luz virão ao nosso socorro.

Se o temor se mostra presente, passemos a também sentir a presença do Pai a nos envolver.

Se gritos se fazem ouvir, prestemos atenção a melodia que vem da nossa alma.

Se quedas são imprevistas, saibamos que muitas mãos irão nos levantar.

Se sentimentos inferiores procurarem nos vencer, recordemos da imagem de Maria, que mesmo tendo um filho crucificado, não deixou de espalhar o amor.

Se sementes de orgulho brotarem a nossa frente, lembremos da sublime humildade de Jesus e com a mesma doçura, cortemos as raízes desse sentimento.

Se a vontade de desistir parece minar as nossas forças, procuremos relembrar o quanto já fomos amparados em todos os momentos difíceis que atravessamos em nossa vida.

Se a solidão parecer sufocante, procuremos levar amor por onde passarmos, sem se importar com reconhecimento ou gestos de retribuição.

Se procuremos garantias para o caminho que estamos a trilhar, ouçamos a voz de Deus a dizer que sempre estará a nossa espera e confia que chegaremos até Ele.

Se a despedida de entes queridos não pode ser adiada, ouçamos os anjos proclamarem que o reencontro ocorrerá.

Se a indiferença ferir a nossa face, procuremos compreender que o espírito está em plena evolução.

Se a zombaria chegar a nossa pessoa, pratiquemos o perdão, porque cada um tem o seu grau de evolução.

Se crenças contrárias as nossas forem expostas, cultivemos o respeito, todos os caminhos conduzem ao Pai.

Se a caridade parecer extinta, usemos o nosso próprio esforço para mostrá-la a todos.

Se ainda não sabemos qual a missão que devemos realizar, procuremos desenvolver a paciência, porque tudo tem o seu momento e um dia saberemos a nossa missão aqui na terra.

E se os caminhos parecem confusos e cheio de escuridão, não devemos temer, porque nenhuma tempestade irá destruir o nosso espírito e no final a luz voltará a reinar....

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato