artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Quinta - 27 de Julho de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


A esperança vive

Por: Sônia Carvalho

Não sei o que o amanhã me reserva, mas tenho a certeza de que poderei vencer qualquer desafio.

Não sei se encontrarei muita dor pelo caminho, mas terei coragem para jamais desanimar.

Não sei se meus dia serão nublados, mas não perderei a confiança de que o sol voltará a brilhar.

Não sei quem continuará ao meu lado nessa caminhada, mas sei que jamais estarei sozinho.

Não sei quantas quedas sofrerei, mas terei forças para sempre levantar.

Não sei se conhecerei a injustiça, mas não abandonarei o ideal de cooperar onde for preciso.

Não sei se a inveja irá querer me prejudicar, mas seguirei confiante o meu caminho.

Não sei se muitas lágrimas irão rolar, mas jamais deixarei o sorriso morrer.

Não sei se enfrentarei muitos inimigos, mas não guardarei mágoas de ninguém.

Não sei se terei que atravessar espinhos, mas nenhuma ferida me impedirá de continuar.

Não sei se vencerei todas as batalhas, mas irei semear o amor por onde passar.

Não sei se o brilho das estrelas irá se apagar um dia, mas usarei o poder da verdadeira fé para chegar onde almejo.

Não sei o que a vida me reserva, mas irei viver intensamente cada instante que ela me apresentar.

Não sei se a solidão se fará presente, mas continuarei sempre acreditando na amizade.

Não sei se o mundo melhorará, mas farei o melhor pelo local onde eu estiver.

Não sei se os dias passarão rapidamente, mas terei a convicção de que aproveitei o tempo da melhor forma possível.

Não sei se terei inúmeras decepções, mas a cada uma, irei renovar as forças para continuar.

Não sei se o desespero baterá a porta, mas deixarei meu coração falar com Deus.

Não sei se a tempestade demorará, mas não irei me esconder por causa da chuva.

Não sei se terei muitas tristezas, mas farei de todo sofrimento um novo aprendizado.

Não sei quando tempo demorarei para realizar minha reforma intima, mas nunca pararei no meio do caminho.

Não sei se chegarei ao paraíso, mas aqui na terra, trabalharei muito.

Não sei as provas que o meu espírito terá que enfrentar, mas vencerei todos os meus medos.

Não sei o que o futuro me aguarda, mas conservarei a paciência.

Não sei muita coisa.

Porém, em minha vida inteira sempre tive uma certeza.

Eu sei que a esperança vive e sempre viverá.

E é ela que guiará os meus passos nessa existência...

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato