artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Sexta - 18 de Agosto de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


É preciso cultivar o amor verdadeiro

Por: Sônia Carvalho

.... E eu caminhava pelas ruas da cidade em companhia do meu walkmann. Meus pensamentos viajavam ao som de cada música.

E de repente uma canção passou a tocar o meu coração.

Era uma canção que dizia: "Quero amar a todos que eu encontrar... porque sou feliz quero ver feliz quem comigo andar..."

Aí eu comecei a refletir...

É fácil ouvir falar de amor, quase todas as músicas o mencionam, as pessoas sonham em encontrá-lo, o mundo clama por sua presença e a sua falta nos torna tão carentes, mas onde está o verdadeiro amor?

Está dentro de cada um de nós.

Gastamos tanto tempo procurando-o, que nos esquecemos de nos voltarmos para nós mesmos.

O amor verdadeiro primeiramente nasce dentro de cada ser.

E devemos sim, amar a todos que encontrarmos.

Porque o amor verdadeiro é fraternal.

Não espera retribuições, nem a hora certa para surgir.

O amor verdadeiro enxuga as lágrimas de quem está envolto pelo desespero.

Consola quem enfrentou alguma perda.

Leva esperança a quem se sente fragilizado.

Traz a luz a quem não sabe o caminho a seguir.

Consola corações aflitos.

O amor verdadeiro cura as doenças da alma.

Silencia o sofrimento.

Abala as estruturas do orgulho.

Rompe qualquer fronteira, até as impostas pela morte.

O amor verdadeiro reacende a chama da fé.

Leva calor humano.

Destroi a tristeza.

Cuida das feridas de quem caiu no meio do caminho.

Aconselha e não cobra atitudes.

O amor verdadeiro estende a mão, sem se importar com títulos.

Não se prende a matéria, nem se preocupa com as cicatrizes que o tempo lhe fez.

O amor verdadeiro vai a asilos e orfanatos, semeando a alegria.

Está presente em versos.

E também em gestos.

Constrói lares e acaba com as prisões.

O amor verdadeiro atravessa a noite e amanhece para um novo dia.

Não espera as estrelas para brilhar.

Visita hospitais e leva palavras de otimismo a quem padece em um leito.

O amor verdadeiro não depende do poeta.

Ele brota dentro de cada um e se espalha quando fazemos um pequeno gesto.

Quando vencemos os nossos receios e seguimos rumo a evolução espiritual.

Quando os tropeços não impedem a nossa caminhada.

Quando levamos luz a quem está preso na cegueira da vaidade.

Quando procuramos expandir os ensinamentos de Jesus.

Quando fazemos dos nossos atos, um exemplo de perseverança e fé.

Quando vencemos o preconceito.

Quando não nos perdemos no meio do egoísmo e buscamos realizações.

O amor verdadeiro muda a atmosfera de um ambiente.

Quebra os ciclos negativos.

Faz a harmonia reinar.

Acaba com a revolta e o ódio.

Faz o rancor perder a sua força e o perdão mostrar a sua importância.

O amor verdadeiro nos faz cativar a todos.

Nos envolve com uma cúpula de luz.

Nos ensina a vencer a dor.

O amor verdadeiro atravessa os espinhos e chega as flores.

Semeia a coragem e nos mostra o trabalho a ser feito.

O amor verdadeiro nos ensina a "sorrir cada vez que o mundo diz não".

Nos ensina também a perseverança e o otimismo.

Nos protege das obsessões do mundo.

E nos faz reconhecer que somos todos irmãos.

O amor verdadeiro está dentro de cada um de nós.

E é possível mostrá-lo

Basta ter vontade.

Basta como dizia a canção "amar a todos que eu encontrar".

E o mundo carece cada vez mais desse sentimento, não apenas do amor corporal, mas do verdadeiro amor, que pode ser compartilhado entre todos.

E quando cada um de nós se conscientizar que é um espírito de luz e fizer a sua parte, demonstrando amor, o mundo será um lugar melhor.

Porque o amor verdadeiro a tudo transforma....

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato