artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Sexta - 15 de Dezembro de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Em apenas um minuto

Por: Sônia Carvalho

Na vida muitos são os acontecimentos e muitas vezes nem sabemos como reagir.

Parece que o mundo está prestes a desabar.

Um simples problema ganha enormes proporções.

E quantas vezes, acabamos cometendo atos impensáveis ou dizendo palavras ásperas porque nos deixamos levar pela raiva?

Eu, em muitos momentos da minha vida, já me deixei levar pela emoção.

E nem sempre aprovei o resultado final.

Nos últimos anos tenho tentado me vigiar mais e esperar alguns instantes antes de tomar qualquer decisão.

Afinal, em apenas um minuto muitas coisas podem acontecer.

Em apenas um minuto podemos criar tempestades ou desenhar um lindo arco-íris.

Podemos ir ao inferno ou chegar aos céus.

Podemos derramar inúmeras lágrimas ou semear sorrisos.

Podemos enterrar ideais ou descobrir novos caminhos.

Em apenas um minuto podemos ir ao chão ou criar asas.

Podemos fazer a alma ficar abalada ou progredirmos espiritualmente.

Podemos destruir sonhos ou espalhar esperanças.

Podemos nos sentir perdidos ou descobrir um novo horizonte.

Em apenas um minuto podemos ser envolvidos pela dor ou contagiados pela alegria.

Podemos derrubar alguém ou estender a mão.

Podemos temer os desafios ou acreditar em nosso potencial.

Podemos perder um grande amor, ou cultivar a fraternidade.

Em apenas um minuto podemos conhecer o desespero ou confiar na sabedoria do Pai.

Podemos preferir morrer lentamente ou viver intensamente.

Podemos nos achar injustiçados pela vida ou arregaçar as mangas e continuar a caminhada.

Podemos cometer as maiores atrocidades ou realizar grandes gestos de solidariedade.

Em apenas um minuto podemos conhecer a loucura ou a serenidade.

Podemos gritar ou levar a paz.

Podemos ferir ou cicatrizar as feridas.

Podemos criar inimigos ou agirmos como irmãos.

Em apenas um minuto podemos nos arrepender amargamente ou ficarmos intimamente orgulhosos por uma atitude que realizamos.

Podemos empurrar alguém para o abismo ou ajudarmos a encontrar o caminho.

Podemos condenar os atos alheios ou auxiliar sem questionar os atos praticados.

Podemos produzir trevas ou iluminar a escuridão.

Por apenas um minuto as névoas podem contaminar os nossos pensamentos ou podemos acreditar no poder da fé.

Podemos multiplicar as ofensas ou reconhecer o erro.

Podemos perpetuar o ódio ou praticar o perdão.

Podemos permanecer caídos ou decidir recomeçar a caminhada.

Por apenas um minuto podemos ser vencidos pelos nossos fantasmas ou vencer o medo interno.

Podemos nos perder entre vícios e prazeres ou começar a nossa reforma íntima.

Podemos prolongar o sofrimento ou modificar atitudes.

Podemos comprometer uma existência ou recuperar uma vida.

Por apenas um minuto podemos escolher morrer ou viver....

Sim, em apenas um minuto muitas são as escolhas.

Nem sempre fáceis, posso dizer por experiência própria.

Mas a vida é um eterno aprendizado.

Não iremos ser aprovados de imediato, mas não devemos jamais desistir.

Se hoje tropeçamos, amanhã, devemos ter consciência do nosso erro e sinceramente investir em nosso progresso espiritual.

O Pai jamais nos condena, mas só subiremos um degrau quando tivermos aprendido a lição que Ele quer nos mostrar.

Às vezes, essa lição vem em forma de sofrimento.

Mas depois de toda a tempestade, o sol retorna.

Por isso, devemos sempre refletir sobre os acontecimentos da vida, sejam alegres ou tristes, porque eles sempre têm algo a nos ensinar.

E devemos sempre exercer a paciência, mesmo quando estivermos atravessando as maiores turbulências, porque o Pai sempre irá nos mostrar o caminho.

Por isso, devemos em apenas um minuto praticar uma reflexão e assim decidir o melhor caminho a seguir

Porque em apenas um minuto podemos modificar muitas coisas.

Podemos criar algemas a nos prender ou nos libertarmos de grandes angústias.

Nem sempre em apenas um minuto, conseguiremos manter a serenidade, mas praticando diariamente o orai e vigiai, iremos desenvolver a fé.

E com fé podemos tudo.

E em apenas um minuto seremos capazes de grandes transformações....

 

 

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato