artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Domingo - 30 de Abril de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


A tua fé te curou

Por: Sônia Carvalho

  

Jesus em sua caminhada socorreu muitos aflitos, levou esperança a quem se encontrava no desespero, amparou quem sofria, restabeleceu a saúde de muitos e distribui amor por onde caminhou.

E em cada cura que praticava, repetia: "a tua fé te curou".

Nesse ensinamento, Jesus queria dizer que a cura definitiva para todos os nossos males depende do tamanho da nossa fé, sentimento esse que nos levará a repensar nossos atos e modificá-los quando preciso.

Sempre somos amparados pela espiritualidade, porém essa só pode nos ajudar quando realmente estamos dispostos a iniciar o nosso processo de evolução.

Para vencer as adversidades, precisamos fazer da fé uma ferramenta indispensável para realizar a nossa transformação.

Não basta apenas clamar auxílio divino, é preciso querer se curar por completo.

E para isso é preciso ter coragem de encarar os próprios vícios e combatê-los.

É preciso não ter vergonha de reconhecer um erro.

É preciso acreditar que podemos modificar as nossas atitudes.

É preciso ter a consciência de que Deus sempre estará ao nosso lado, mas Ele também espera que façamos a nossa parte.

Problemas todos temos, mas não devemos ficar parados, esperando que o Pai resolva tudo, precisamos arregaçar as mangas e realizar o que deve ser feito.

Os percalços podem ser muitos, mas com a verdadeira fé venceremos todos eles.

Sempre iremos enxergar uma luz a nos iluminar.

Iremos enfrentar a tempestade, sabendo que veremos o sol.

 

 

Suportaremos qualquer tipo de dor.

Com fé, compreenderemos que somos os únicos responsáveis pelos caminhos que trilharmos.

Muitas vezes escolhemos os caminhos dos prazeres, porém, com o tempo percebemos que fizemos a escolha errada.

E é nesses momentos que o sofrimento geralmente surge, não como um castigo, mas como um alerta para que reflitamos sobre a vida que estamos levando, se estamos no caminho do bem, se os atos praticados são os corretos ou se precisamos recomeçar a nossa caminhada.

E com fé, podemos sim dar início à renovação.

Basta acreditarmos e sempre mantermos a fé acesa dentro dos nossos corações.

Assim ela irá nos guiar por onde passarmos e nos proteger de todos os males.

A fé pode mover montanhas, se assim quisermos.

Com fé, nos tornamos deuses.

Não deixamos a esperança acabar e sempre renascemos.

E com fé, seremos capazes de curar qualquer doença da alma ou do corpo.

Porque como Jesus já dizia: " A tua fé te curou".

 

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato