artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Terça - 24 de Outubro de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Quando

Por: Sônia Carvalho

Quando eu não sei o caminho a seguir, rogo que o Pai ilumine os meus passos.

Quando eu não sei o que dizer, permito que o meu coração se expresse.

Quando a dor parece penetrar a minha alma, eu busco mentalmente a ajuda dos céus.

Quando a injustiça chega até mim, eu me refugio na prece.

Quando a desilusão está ao meu lado, eu passo a colher a esperança que um dia deixei semeando nos caminhos por onde andei.

Quando o frio me assusta, eu busco me aquecer praticando a caridade.

Quando o egoísmo me tortura, eu saio a distribuir sorrisos pelo mundo.

Quando meus sonhos parecem perdidos, eu busco a firmeza que está guardada dentro de mim.

Quando a loucura parece mais forte, eu confio no socorro da providência divina.

Quando minhas forças parecem terem chegado ao fim, eu reencontro a coragem para continuar

Quando as palavras perdem a sua importância, eu permito que os simples gestos assumam o comando.

Quando o clima de intrigas paira pelo ar, eu me sintonizo com as forças do bem.

Quando a escuridão me incomoda, eu uso a chama da fé para me trazer serenidade.

Quando a dúvida me derruba, eu me alio a perseverança para me reerguer.

Quando o desânimo teima em ficar, eu procuro enxugar uma lágrima alheia.

Quando a indiferença me fere, eu invisto na fraternidade.

E quando tudo parece acabado, eu reforço a certeza de que tudo tem o seu tempo e de que nada se acaba, apenas se renova....

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato