artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Terça - 25 de Abril de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Livros, artigos e pesquisa sobre o RAP e o Hip Hop

Por: João Batista Soares de Carvalho

ANDRADE, Elaine Nunes de. (1996) Movimento negro juvenil: um estudo de caso sobre jovens rappers de São Bernardo do Campo. São Paulo: FE/USP.

 

____________ (org.). (1999) Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. 

 

_____________. (1999). Hip-Hop: movimento negro juvenil. ANDRADE, Elaine Nunes de. (org.) . Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. pp. 83-91.

 

AZEVEDO, Amailton M. (2000). No ritmo do rap: música, cotidiano e sociabilidade negra, São Paulo (1980-1997). Dissertação de mestrado. São Paulo: PUC/SP.

 

_____________. (2001). No ritmo do rap: música, oralidade e sociabilidade dos rappers. Revista Projeto História. São Paulo: PUC-SP.

 

_____________ & SILVA,  Salloma S. J. (1999). O som que vem das ruas: a música como sociabilidade e lazer da juventude negra urbana. ANDRADE, Elaine Nunes de. (org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus, pp. 65-81.

 

BENTES, Ivana & HERSCHMANN, Micael. (2002). O espetáculo do contradiscurso. Folha de São Paulo - Caderno Mais, 18/08.

 

CARVALHO, João Batista S. de. (2006). A Constituição de Identidades, Representações e Violência de Gênero nas Letras de RAP (São Paulo na década de 1990). Dissertação de mestrado. São Paulo: PUC-SP.

 

 

_______________. (2003).Considerações Teórico-metodológicas para a análise das letras de RAP dos Racionais MC’s como expressão da subjetividade de parcela dos jovens marginalizados de periferia. Trabalho de Conclusão de Especialização. São Paulo: PUC-SP.

 

_______________. (2004). As Representações de Gênero nas Letras de Rap dos Racionais Mc’s. MATOS, Maria Izilda S. de (Org.). Sonhos e identidades. São Paulo, NEM/PUC-SP, E-book.

 

 

DAMASCENO, Francisco José G. (1997). Movimento Hip-Hop organizado do Ceará (1990-1995). Dissertação de Mestrado. São Paulo: PUC/SP.

 

DAYRELL, Juarez. (2002). O rap e o funk na socialização da juventude. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v.28,  nº 1, p. 117-136, jan./jun.

 

DIOGENES, Glória. (1998). Cartografias da Cultura e da Violência: gangues, galeras e o movimento hip-hop. São Paulo: Annablume.

 

DUARTE, Geni R. (1999). A arte na (da) periferia: sobre... vivências. ANDRADE, Elaine Nunes de. (Org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. pp. 13-22.

 

GONÇALVES, Maria das Graças. (2001). Racionais MCs: o discurso possível de uma juventude excluída. São Paulo: FE/USP. São Paulo.

 

____________. (2004). No movimento do RAP: marcas da negritude. Revista Estudos Avançados. São Paulo: Instituto de Estudos Avançados da USP, vol. 18, nº 50 janeiro e abril. pp. 291-306.

 

GONÇALVES, Tânia Amaro Vilela. (1997). O grito e a poesia do gueto: rappers e movimento hip-hop no Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: Instituto de Filosofia e Ciências Sociais/UFRJ.

 

GUASCO P. P. M. (2001). Num país chamado periferia: identidade e representação da realidade entre os rappers de São Paulo. São Paulo: FFLCH/USP.

 

GUIMARÃES, Maria E. (1998). Do Samba ao Rap: a música negra no Brasil. Campinas: Departamento de Ciências Sociais, UNICAMP.

 

____________. (1999). Rap: transpondo as fronteiras da periferia. ANDRADE, Elaine Nunes de. (Org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. pp. 39-54.

 

HERNÁNDEZ, Nilton. “Minha palavra é um tiro”: o discurso dos Racionais MC’s no cd Sobrevivendo no Inferno”.  Mimeografado. USP.

 

HERSCHMANN, M. (Org.). (1997). Abalando os anos 90: funk e hip-hop, globalização, violência e estilo cultural. Rio de Janeiro: ROCCO.

 

LINDOLFO FILHO, João. (2002). Tribos Urbanas: o rap e a radiografia das metrópoles. São Paulo: PUC/SP.

 

KEHL , Maria Rita. (1999). Radicais, Raciais, Racionais: a grande fratria do rap na periferia de São Paulo. São Paulo Em Perspectiva, 13(3).

 

MAGRO, Viviane Melo de Mendonça. (2002). Adolescentes como Autores de Si Próprios: cotidiano, Educação e o Hip Hop. Cad. Cedes, Campinas, V. 22, Nº 57, Agosto, p. 63-75. Capturado em: Http://www.cedes.unicamp.br

 

OLIVEIRA, Silvia Cristina de. (1997). Para uma análise sociossemiótica do discurso no texto da música rap. Tese de Doutorado. São Paulo: FFLCH – USP.

 

PIMENTEL, Spency K. (1997). O livro vermelho do hip-hop. São Paulo: ECA/USP.

 

­­­_____________. (1999). Hip-Hop como utopia. ANDRADE, Elaine Nunes de. (Org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. pp. 103-112.

 

ROCHA, J., DOMENICH, M. & CASSEANO, P. (2001). Hip-Hop: a periferia grita. São Paulo: Fundação Perseu Abramo.

 

SILVA, Vinícius G. B. da & SOARES, Cássia Baldini. (2004). As mensagens sobre drogas no rap: como sobreviver na periferia. Revista Ciência & Saúde Coletiva, 9(4):975-985.

 

SILVA, José Carlos Gomes da. (1998). Rap na cidade de São Paulo: música, etnicidade e experiência urbana. Tese de Doutorado. Campinas: UNICAMP.

 

­­­­­________________. (1999). Arte e Educação: a experiência do hip-hop paulistano. ANDRADE, Elaine Nunes de. (Org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. pp. 23-38.

 

SILVA, José Carlos da. (2000). Apologia à Periferia: uma análise do rap como meio de expressão político-ideológica. Santo André: Universidade do Grande ABC.

 

SILVA, Maria Aparecida da. (1999). Projeto Rappers: uma iniciativa pioneira e vitoriosa de interlocução entre uma organização de mulheres negras e a juventude no Brasil. ANDRADE, Elaine Nunes de. (Org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus. pp. 93-101.

 

TELLA, Marco Aurélio Paz. (2000). Atitude, arte, cultura e auto-conhecimento: o rap como voz da periferia. São Paulo: PUC/SP.

 

___________.(1999). Rap, memória e identidade. ANDRADE, Elaine Nunes de. (Org.). Rap e educação, rap é educação. São Paulo: Summus, pp. 55-63.

 

ZENI, Bruno. (2004). O negro drama do rap: entre a lei do cão e a lei da selva.  Estudos Avançados. São Paulo: USP, v. 18, nº 50, jan/abr. pp. 225-241.

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato