artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Quinta - 25 de Maio de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


To Ferrado...

Por: EDSON TALARICO

To Ferrado...

 

1962. Todo mundo na quermesse em frente à igreja Nosso Senhora do Carmo.

 

Muita gente paquerando, mandando correio elegante, jogando Argola, tentando sorte na barraca da Roleta, comendo e bebendo, enfim... tudo que se faz numa quermesse, mas, com certeza o mais importante era ver e ser visto...

 

Vitrola rodando umas “bolachas”, 78 RPM (Rotações por Minuto), ainda antes dos “LP’s”, Adilson Ramos, Nelson Gonçalves, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Chubby Checker, Neil Sedaka, Maisa, Frank Sinatra, Agnaldo Rayol, Peri Ribeiro e tantos outros, faziam o som que envolvia os corações apaixonados

 

De repente alguém viu um balão que rebolava no ar sobre as cabeças da multidão. Estava semi apagado e caia vertiginosamente. Ia cair bem no meio da praça, bem onde a Estrada de Itapecerica faz a curva para seguir rumo ao Morro do “S”.

 

Acompanhando a Estrada havia uma valeta, na margem direita de quem vai sentido de Itapecerica, para escoamento das águas de enxurrada para dentro do córrego do “S”.

O Balão, caprichosamente, se dirigia para a praça e todos correram em direção ao mesmo. Formavam uma pequena multidão que brigava para pegar a boca do balão e conquistar aquele troféu, para se exibir para as meninas. Só eu, mais ou menos com 13 anos, fiquei do lado de cá. 1 vara de bambu nas mãos, na expectativa. O vento virou e trouxe o balão para a valeta.

 

Não tive dúvidas, quando o balão baixou, passei a vara pelo meio e o trouxe para o meu lado. Por azar 1 infeliz conseguiu segurar a boca fazendo com que o balão rasgasse. Ele ficou com a boca e a mecha na mão e eu com o resto rasgado do balão.

 

Ao prestar atenção no outro lado uma multidão enfurecida me encarava com ódio. Juro que tremi de cima em baixo. Pensei comigo: “To Ferrado...”

 

Para minha sorte 1 dos que estavam no meio gritou: “ Não vão mexer com o garoto ele também estava tentando pegar como todo mundo...” E para minha sorte, maior ainda, ele tinha um forte poder de persuasão.

 

Ufa!! Essa foi por pouco....

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato