artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Sexta - 15 de Dezembro de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 


Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


PROJETOS SOCIAIS

Por: EDSON TALARICO

PROJETOS SOCIAIS

 

 

Nada contra, muito pelo contrário, às iniciativas de Projetos como o da Rede Globo “CRIANÇA ESPERANÇA”, e outros de mesmo tipo,  que, basicamente procuram criar e gerar oportunidades para menores carentes das periferias de nossas cidades.

O que me frustra em todos eles é o foco que é dado para atividades artísticas: dança, pintura, artes plásticas, música, etc e, ou, atividades esportivas em geral.

Frustrante, porque nos faz parecer que as necessidades e oportunidades, giram e se concentram, em torno dessas áreas de expressão humana, o que não é verdade. A carência social é muito maior e me parece que o direcionamento está caminhando na contra-mão da solução que a “Comunidade” busca.

É louvável o esforço desses Projetos e, sem dúvida, tem resolvido o problema para um número expressivo de jovens. E, sem dúvida, tem tirado muitos jovens do caminho da bandidagem e das drogas. Porém não ataca o problema social como deveria na minha humilde opinião.

Entendo que a carência seja de educação de qualidade, passando por uma preparação do jovem para o ingresso no mercado de trabalho. Abre-se o jornal nas páginas de empregos e as empresas buscam ansiosamente por profissionais qualificados em praticamente todas as áreas. Pessoas que sejam capacitadas para responder a um crescimento econômico e evolução da tecnologia.

O nosso sistema de ensino continua parado no tempo. As escolas mantêm o mesmo currículo a décadas. Não há a mesma evolução no ensino como no mercado Tecnológico e consequentemente o Industrial.

Vejam o crescimento e avanço ocorrido nas telecomunicações, nos transportes, nas Industrias, no setor de Alimentos.

O que se fazia, e o que se falava a 20, 30 anos atrás, hoje é ultrapassado, não se usa mais.

Assim creio que esses Projetos deveriam suprir esta deficiência do Estado ou da Escola e proporcionar aos jovens cursos profissionalizantes, tais como:

 

            . Leitura e Interpretação de desenhos, Preparação e Ajustagem de Tornos Automáticos e CNC; Usinagem, Ferramentaria, Marcenaria, Carpintaria, Pedreiro, Azulegista, Instalador, Montador de Móveis, Eletricista, Eletrônica, Radiologista, Enfermagem, Cabeleireira, Doceira, Culinária, Hotelaria,  etc

 

O citado acima são alguns exemplos dos cursos que poderiam ser proporcionados com custos baixos pois, facilmente, haveriam voluntários que doariam parte de seu precioso tempo para o bem dessa meninada que, com certeza, poderão assim, com dignidade, enfrentar sem susto o futuro podendo ele mesmo de posse de seu diploma com um bom emprego arcar com o custo de sua formação acadêmica.

Sendo, porém, um pouco mais ambicioso, creio que estes projetos poderiam revolucionar a Educação formando pessoas capazes de ministrar cursos nestas mesmas comunidades visando a Educação Ambiental:

 

            . Construção Ecológicamente correta; Aquecimento Solar; Permacultura; tratamento de Esgoto; O Ciclo das Águas; Fossa-Septica; Compostagem; Horta Domestica; etc..

 

ET:- Eu particularmente me comprometo a ser voluntário.

COMENTÁRIOS


Colaborações deste autor:
Para ver todas as contribuições deste autor, clique aqui.

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato