artigos acontece nossa arte humor dialeto o comédia & o truta histórias para refletir
Quarta - 24 de Maio de 2017
COLUNISTAS 
@ SANDRA LOURENÇO
@RR RODRIGUES
Ademiro Alves (Sacolinha)
Alberto Lopes Mendes Rollo
Alessandro da Silva Freitas
Alessandro Thiago da Silva Luz
Alexandre M. O. Valentim
Ana Carolina Marques
Antony Chrystian dos Santos
Carla Leite
César Vieira
Cíntia Gomes de Almeida
Claudia Tavares
EDSON TALARICO
Eduardo Souza
Elias Lubaque
FAEL MIRO
Fernando Alex
Fernando Carvalho
Fernando Chaves dos Santos
Flávio Rodrigues
Garoto Loko (IT)
Gisele Alexandre
Henrique Montserrat Fernandez
Ivan de Carvalho Junqueira
Jack Arruda Bezerra
Jean Jacques dos Santos
João Batista Soares de Carvalho
João Henrique Valerio
JOEL BATISTA
Jonas de Oliveira
Jose de sousa
Júnior Barreto
Karina dos Santos
Karina dos santos
Leandro Carvalho
Leandro Ricardo de Vasconcelos
Leonardo Lopes
Luiz Antonio Ignacio
Marcelo Albert de Souza
Marco Garcia
Marcos Lopes
Maria de Moraes Barros
massilon cruz santos
Natália Oliveira
Nathalia Moura da Silva (POIA)
NAZARIO CARLOS DE SOUZA
NEY WILSON FERNANDES SANTANNA
Rafael Andrade
Rafael Valério ( R.m.a Shock )
Regina Alves Ribeiro
Rhudson F. Santos
Ricardo Alexandre Ferreira
Rodrigo Silva
Silvio Gomes Batisa
Sônia Carvalho
Teatro nos Parques
Thiago Ferreira Bueno
Tiago Aparecido da Silva
washington
Wesley Souza
Weslley da Silva Gabanella
Wilson Inacio

APOIADORES 
Todo o conteúdo do portal www.capao.com.br é alimentado por moradores e internautas. As opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.


Rodrigo Silva

Gerações Revolucionárias Entre uma geração e outra, percebemos que o que a população está mais voltada hoje no Rap Nacional, (apesar de alguns críticos ainda censurarem até o fim o movimento e tal, tudo aquilo que a gente já tá ligado), o fato é que de uma forma "variada" o que infelizmente prevalece ainda, são os que estão no movimento por status e dinheiro e não por amor no que o movimento representa aos nossos irmãos... Sabemos que, em 2002 o Rap teve glórias, no sentido dos destaques culturais do nosso país, muitas portas se abrirão e gostaria (acho que a maioria também...) de que os grupos que estão chegando, tivessem ao menos consciência de que a tragédia não pode continuar a ser "pregada", mais informada de modo a obtermos uma melhor saída para os problemas, e não que está tudo perdido, vamos matar os playboys, sou revoltado por isso, aquilo; a revanche tem que ser combatida de forma rígida, não suicida, a ponto de "provocar" aos depressivos sua alto-destruição... Saibamos ter não só o "dom da rima", mas também "o dom da visão", que fará o irmão e a irmã, que sofre no seu trampo, na escola, em sua casa, ter também a SUA VISÃO de que nada tá perdido meu irmão, senão, com certeza, mais vítimas crescerão e mais tragédias serão "profetizadas", ao invés de especificadas com coerência e bom senso, pra que haja mais fé e acima de tudo ESPERANÇA em dias melhores... A favela agradece...

E-mail: biblioteca@dgcgt.com.br


Colaborações deste autor:

ARTIGOS
Gerações Revolucionárias
CATEGORIAS 
Cultura
Humor
Lazer
Música
Notícia
Política
Religião
Sociedade

institucional capão redondo política de privacidade newsletter colunistas contato